Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

O período também muda

Comecei a ouvir o podcast da Michelle Obama. Apesar de ter uma forma política de falar, não é um podcast político; tem vários temas e convidados.

A última convidada era uma amiga ginecologista e falavam do momento em que as mães têm a conversa sobre o período com as filhas. A Michelle dizia que a mãe lhe tinha dado uma caixa para abrir no momento certo.

Ouvir isto fez-me lembrar uma situação que ocorreu cá em casa.

Convidei a minha irmã, marido e sobrinhos para virem cá jantar. 

A minha sobrinha sujou a cadeira de sangue. Coisas que acontecem que eu já há muito tempo deixei de dar importância. Limpei logo a cadeira com uma toalhita húmida e ficou como nova. Depois fui ajudar a minha sobrinha na casa de banho.

Oiço a minha irmã dizer o seguinte:

"Ela tem tanto fluxo". 

Naquele momento fui transportada no tempo, onde ouvi a mesma coisa da minha mãe. Bem, parece que há coisas que nunca mudam e que ter muito fluxo "é algo anormal". Pela entoação das palavras, aquilo parecia que era um bicho de sete cabeças e que não havia solução.

Também eu passei por isto e também tive os meus descuidos; os meus primeiros dias com o período eram dias de terror para mim.

O que me chocou no meio daquilo tudo foi saber que "não havia nada a fazer". 

Claro que há muito mais a fazer. Pode-se conversar, pode-se apresentar outras formas protecção ser sem só pensos. E nisto percebi, que a conversa não existiu e que a existir foi exactamente a mesma conversa de anos atrás.

As coisas mudam e as pessoas também têm que evoluir. O mundo não é uma coisa estanque, portanto o período também não é.

às vezes só querem conversa, a tua opinião não interessa

Aquelas pessoas que pedem a opinião depois de já terem tomado a decisão ou feito as coisas são tão irritantes. Estão à espera de quê, que lhe segure a mãozinha?

Estávamos todos nos almoço quando uma colega me chamou com as seguintes perguntas:

- Quanto tempo de antecedência puseste no convite?

- Um mês

- Chegou?

- Sim. O espaço só precisava do número de pessoas uma semana antes portanto estávamos tranquilos.

- Em pus cinco semanas. E que horas puseste no convite?

- A hora da cerimónia.

- Eu pus meia hora mais cedo. Já sei que os meus amigos chegam sempre atrasados

- Eu não critico ninguém porque já aconteceu chegar atrasada a um casamento 

- Pois eu nunca cheguei atrasada a um casamento. Aliás, já cheguei adiantada .... bla... bla.. bla.....

Afinal só queria conversa ....

Eles não conseguem evitar

Hoje tive o (des)prazer de ir almoçar só com homens. Ou seja, era eu e mais 5 homens.

Cheguei à conclusão que eles só têm três tópicos de conversa: futebol, gajas e sexo. E não conseguem mesmo evitar, mesmo estando numa conversa séria.

Ora vejamos:

Iniciaram a conversa a falar do Sporting, dois deles são ferrenhos e sócios do Sporting e, verdade seja dita, tem sido o tema da semana. Falaram e falaram e falaram. (Futebol)

A conversa foi interrompida porque um deles vê uma moça a passar de calções curtos (daqueles que se vêem as nádegas). A preocupação deles foi: "Coitadinha da moça, vai passar frio, ainda bem que não está vento". (Gajas)

Continuaram a falar do Sporting e eu desliguei da conversa.

Quando dei por isso estavam realmente numa conversa séria. Estavam a falar do Revolut. Parece que é um cartão de crédito que se pode utilizar no estrangeiro mas que não se paga taxas. Em linguagem normal, é esta descrição. Em linguagem de homens foi esta a descrição que recebi: "Pagas na mesma, mas é menos. É mais macio. O lubrificante é outro". (Sexo)

E continuam a conversa do Futebol mas desta vez o tema rodava à volta do jogo Brasil-Costa Rica. Desligo outra vez.

Acordo para a vida, quando alguém diz: "Coitadinha da Cat.. Veio almoçar connosco e nós só falamos disto"

Eu espondi que não me importei. Até porque ia fazer uma viagem grande e precisava de tema de conversa. Mas, falando a verdade, já não me lembro do que eles disseram.

Depois, começamos a falar de trabalho e de projectos. Um deles dizia que conhecia pessoa X da empresa X. E eu respondo:

"Epah, tu conheces muita gente"

"Estás a ver estes cabelos brancos?"

"É só charme" - respondo eu

"Não, é experiência. Sabes, é que eu já F*** muitos projectos com muita gente". (Sexo)

Risota geral.

Depois começam a falar das férias de um colega que foi à Grécia. O tal colega estava a explicar que foi a Santorini e Mikonos mas alguém decidiu fazer a seguinte pergunta: "E foste a Lesbos?" (Sexo)

 

Eles bem podem tentar, mas não conseguem fugir à natureza deles.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados

Gosto disto

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D