Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Uma aventura… com as 50 Sombras

Como disse no último post, eu fui ver as 50 Sombras de Grey ao cinema.

Ora, foi toda uma aventura para ir ver este filme.

Tudo começou uma semana antes quando estava a fazer a minha manicure no cabeleireiro. Estava muito sossegadinha da vida quando entra uma cliente que, por sinal, era amiga da dona e começaram logo a falar do filme. A primeira coisa que ouvi foi:

 

“Fui ver o filme na ante-estreia, vi na estreia, vi na sexta e também vou ver este fim-de-semana”

 

A sério?!

Depois puseram-se a falar (a cliente e a dona) aos guinchos que nem duas adolescentes do filme, de como não imaginavam o Christian daquela forma e o que tiraram e puseram no filme.

Tive que deixar de estar atenta à conversa porque realmente queria ir ver o filme.

Na sexta feira passada, fui reservar os bilhetes online. Como sou mulher, tenho aquela capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Tentei trabalhar, estar ao telefone e marcar os bilhetes. Alguma coisa tinha que dar asneira e foi o dia em que marquei o filme. Queria ter marcado para sábado e marquei para sexta-feira. Como a solução deste problema passava por ir aos cinemas e trocar os bilhetes, acabámos por ir no sábado.

Estávamos a dirigir-nos para a sala do cinema quando tivemos que esperar que um grupo de mulheres acabasse de tirar as selfies e as fotografias com o cartaz das 50 sombras ... Menos, sim? É só um cartaz não são os actores que estão ali.

Já estávamos sentados nos nossos lugares quando vejo chegar um grupo de três amigas. Uma delas senta-se ao nosso lado e as outras duas vão para a fila de trás. Eu achei que aquilo não fazia sentido nenhum e trocámos com elas. Ficaram todas felizes e nós ficámos com melhores lugares. Esta foi a boa acção no meio da nossa aventura. E foi a melhor coisa que fiz.

Já nos novos lugares e durante o filme, começo a ver que na fila da frente estão cerca de 8 mulheres de meia-idade que passaram o filme todo a falar. E quando passavam as cenas mais eróticas começavam-se a rir que nem crianças. Lembram-se quando erámos pequenos e nos falavam de sexo e nos começávamos a rir? Foi exatamente a mesma coisa. Sinceramente, achei que lhes faltava alguma coisa e que os maridos deviam ter ido com elas. Ao menos, comportavam-se (espero eu!).

Um minuto ou dois depois do intervalo, chega um casal a fazer perguntas às raparigas que estavam nos nossos antigos lugares. A primeira coisa que oiço foi:

 

“Mostrem-me os vossos bilhetes!”

 

Foi de tal forma arrogante, que as pessoas à volta deixaram de ver o filme para ver o que se estava a passar. Até que uma daquelas mulheres de meia-idade pergunta: “Vocês têm a certeza que estão no filme correto?”

Chegámos à conclusão que não porque o casal foi logo embora.

E depois disto tudo, conseguimos ver o filme até ao fim sem mais nenhuma aventura mas sempre com comentários de mulheres de meia-idade. 

Cinema #9: 50 Sombras de Grey Mais Negras

50sombras.jpg

 

Quem acompanha este blog, sabe que eu gosto das 50 sombras. Tantos dos livros como os filmes. Era mais que óbvio que iria ver o segundo filme.

Este filme é baseado no segundo livro da trilogia e fala sobre a reconciliação entre o Christian e a Ana e a revelação de alguns pormenores da vida passada de Christian.

Eu gostei do filme, era quase impossível não gostar. Penso que está muito melhor que o primeiro; a química entre os dois actores está bem mais desenvolvida.

Gostei que o filme fosse concentrado na história de amor e não tanto nas cenas mais eróticas. Apesar do que dizem, o filme fala de uma história de amor; não é um filme erótico.

Nunca fui à espera que fosse igual ao livro; os filmes nunca foram nem nunca serão iguais aos livros

Mas acho que assim estão num bom caminho.

As minhas leituras #2: Grey

Este foi o livro que acabei de ler recentemente.

20151104_114234.jpg

 Eu sou uma grande fã desta saga. Li os outros livros e também fui ver o filme.

O que diz a sinopse:

“Veja o mundo de "As Cinquenta Sombras de Grey", como se fosse pela primeira vez, através dos olhos de Christian Grey.E.L. James oferece-nos uma nova perspectiva da história de amor que enfeitiçou milhares de leitores em todo o mundo, agora narrada pelo próprio Christian, que nos dá a conhecer os seus pensamentos e sonhos. Christian Grey quer exercer um controlo férreo sobre todas as coisas, o seu universo é meticuloso, disciplinado e profundamente vazio – até ao dia em que Anastasia Steele dá um trambolhão no seu escritório, numa confusão de pernas bem torneadas e revoltos cabelos castanhos. Ele bem tenta esquecer que a conheceu, mas em vez disso é invadido por um turbilhão de emoções que não consegue compreender… e ao qual é incapaz de resistir. Ao contrário de todas as mulheres que conheceu antes, a tímida Ana parece conseguir vê-lo como ele realmente é – um coração frio e ferido que a faceta de génio dos negócios e o estilo de playboy não conseguem esconder.Será que possuir Ana será suficiente para que Christian se livre dos horrores de infância que ainda hoje o perseguem, noite após noite? Ou será que os seus negros desejos sexuais, a sua obsessão pelo controlo, e o ódio contra si mesmo que lhe preenchem a alma vão afastar Ana e destruir para sempre a frágil esperança que ela lhe oferece?”

Acho que todos conhecem esta história, não preciso de estar aqui a explicar. No entanto, para quem ainda não leu o livro, retrata a história de “50 sombras de Grey” narrada pelo Christian Grey.

O livro não me desiludiu, muito pelo contrário. Numa história nunca há só uma versão, viver esta história do ponto de vista do Christian Grey foi fantástico.

Apesar de conhecer a história de trás para a frente e de saber o que ia acontecer logo a seguir, não consegui largar o livro enquanto não acabei. Queria ler sempre mais, queria saber o que o Grey estava a pensar, queria mais.

E depois de acabar de ler, quero mais. Quero saber o que anda na cabeça do Grey tanto nas “50 sombras mais negras” como nas “50 sombras Livre”. Portanto, Sra E.L. James, faça-me um favor e escreva mais dois livros.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D