Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

E eu, faço por quem?

No outro dia dizia-me ele: " Eu faço isto por ti porque não tenho nenhuma afinidade por essa pessoa".

E eu fiquei a pensar nisto. E não foi pelo que disse; comecei a pensar por quem eu o fazia. Cheguei à conclusão que não o fazia por ninguém. Nem sequer pela aquela pessoa.

Mas preciso de saber que fiz tudo o que estava ao meu alcance. Assim fico bem com a minha consciência e durmo em paz à noite.

Não considero isto egoísta porque o faço de boa vontade.

Eu sei porque ele diz o que diz. Eu vivi na pele os problemas, as angustias, as vergonhas. Provavelmente se fosse outra pessoa qualquer já nem sequer estava a escrever este post. Tantas pessoas já fizeram isto.

Mas nem sempre podemos virar costas.

 

Encher chouriços

Eu gosto muito de ver séries e agora com o Netflix ainda mais. Posso ver onde quiser e quando quiser.

No entanto, tenho um grande problema: aborreço-me quando as séries se começam a arrastar. Séries como: Lost, Walking dead (nunca vi desde o inicio mas parece-me que as últimas temporadas são para "encher chouriços"), La Casa de Papel, entre outras.

Sim, podem vir reclamar comigo à vontade por não ter gostado da Casa de Papel. Já muitos o fizeram; já estou habituada. Se quiserem argumentos com algumas falhas também dou. Algures a meio da séria perdi o interesse e só vi para saber como acabava. Parece-me que teve um daqueles finais fechados mas ainda vão fazer uma segunda temporada? 

Bom, recentemente comecei a ver Breaking Bad. Nunca me interessou quando saiu e comecei a ver agora porque só ouvi falar bem. E não é que me aborreci nos primeiros 2 episódios?! Acontece de tudo naquelas horas que estão no deserto? Desde mortos, feridos, crianças.... you name it.

E sabem como é que continuem a ver a série? Duas viagens de avião de 3 horas cada uma, foi o que me valeu! Mas mesmo assim, já vou no quinto episódio e já me estou a chatear outra vez com ela.

Uma série não deve revelar tudo no primeiro episódio mas também não pode andar uma temporada inteira para revelar qualquer coisita, ok?

"O dinheiro é o que menos interessa"

Tenho a certeza que já todos ouvimos esta sábia frase da boca de alguém. Existem situações engraçadas em que isto acontece e existem outras em que o assunto é mais sério.

 

Aqui estão dois exemplos:

- Os sovinas

Os sovinas são aquelas pessoas que não viajam porque implica gastar dinheiro. Andam a pé porque os bilhetes dos transportes públicos custam dinheiro. 

Na ocasião rara de comerem fora, comem o mini prato e ainda sobra para a próxima refeição.

Não é porque não têm dinheiro é porque são sovinas e o que interessa é fazer crescer a poupança debaixo do colchão. Sim, no colchão porque os bancos cobram taxas para terem lá o dinheiro. 

Quando vão a uma loja qualquer e estão indecisos entre dois produtos, escolhem o mais barato. Mas antes disto, ficam 1 hora a olhar para os dois e fazer o papel de indeciso. Porque é importante saber todas as características antes de comprar. Mas quando o empregado se chega ao pé para ajudar, sacam da célebre frase "O dinheiro é o que menos interessa". Mas no final, a única característica que interessa é o preço. 

- Os dependentes

Os dependentes são aquelas pessoas que vivem mês a mês. Não é que passem necessidades; simplesmente, meteram-se em mais coisas do que deviam e esquecem-se que também têm que comer durante o mês.

Todos já tivemos aquela despesa extra. Umas vezes sabemos que vão acontecer (revisão do carro, ou algum evento na família) ou então são aquelas que aparecem de repente (avaria no carro, doenças, etc). O que é que os dependentes dizem neste casos? "O dinheiro é o que menos interessa, isso depois resolve-se". Mas todos sabemos que lá vêm os pais, sogros, avós, etc resolverem o assunto.

Independentemente do que dizem, no final o dinheiro interessa sim.

Brincos: o dilema

Já tinha falado aqui que tenho problemas com brincos e cachecois.

Hoje chego à conclusão que o problema é só dos brincos. Então, é muito comum aquela coisinha que prende o brinco atrás "borboleta", não prender nada de nada. Então, eu tenho que andar sempre se os brincos estão nas orelhas.

Pessoas que estão a ler isto e que compram brincos na Parfois (não querendo dizer nomes) têm este problema? 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

visitas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D