Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Lei do atendimento prioritário

Eu não sou muito de dar opiniões aqui no blog sobre o que quer que seja. Aliás, acho que aqui nunca viram uma opinião minha sobre actualidade. 

No entanto hoje vou dar a minha opinião porque eu já fui afectada de forma negativa pela lei do atendimento prioritário.

Não pensem que fui mal educada e não dei prioridade a ninguém. Aliás, antes desta lei sair, eu nem sequer me aproximava de caixas prioritárias em supermercados e era a primeira a dar prioridade caso viesse uma pessoa que necessitasse.

Só que demorei uma manhã inteira a renovar o cartão de cidadão. Eu explico:

Tirei a senha para renovar o cartão de cidadão às 9h40 e tinha 30 pessoas à minha frente. Eu acho que deve ter demorado cerca de uma hora a chamarem-me; considerei um tempo razoável (foi uma média de 2 minutos por pessoa). Tirei a fotografia e as impressões digitais, assinei e deram-me outra senha para tratar do resto. Este modo de funcionamento é novo para mim; desde que me lembro que fazia todos os passos de uma vez, mas enfim....

Querem saber quantas pessoas tinha à frente neste caso? 10 pessoas. Eu achei que ia ser rápido, em meia hora estava despachada e isto era previsão por cima porque estavam 2 guichets a atender. #sóquenão

Fiquei mais duas horas para ser atendida outra vez. Isto por causa da lei do atendimento prioritário. Esta lei diz que pessoas com deficiência ou incapacidade, idosas, grávidas ou acompanhadas de crianças de colo têm prioridade no atendimento.

Nestas duas horas, fui verificar várias vezes os guichets porque os números da senha normal não estavam a avançar. Os dois guichets estavam a atender prioritários ao mesmo tempo nestas vezes todas que fui verificar.

Atenção que os prioritários não estavam só à espera para tratarem da segunda etapa do cartão do cidadão. Quase todos fizeram as duas etapas em 10 minutos enquanto estava à espera para ser atendida.

No limite, podia ter ficado ali o dia inteiro se houvesse sempre pessoas com senha prioritária para atender.

Não era melhor quando tinham um guichet dedicado só para pessoas com prioridade? Assim, os prioritários eram atendidos e as pessoas com senha normal também. #winwinsituation

 

Portanto, quando me perguntam a minha opinião sobre esta lei:

"É uma questão de civismo e boa-educação. Não é preciso uma lei para isso"

 

Uma semana na Escócia - Dia 7

No nosso último dia, fomos até ao Palácio de Linlithgow. Chegámos tão cedo que tivemos que esperar que abrisse às 10h.

Era no Palácio de Linlithgow que morava a Mary of the Scots, a rainha mais conhecida da Escócia. 

Ao contrário dos outros castelos que visitámos (por exemplo, o Stirling Castle), o palácio não servia para proteger a cidade. Era só onde os reis moravam.

DSC03080_blogs.JPG

Este palácio também está em ruínas; só conseguimos ter a estrutura principal. A medida que vamos andando pelas diferentes divisões, torna-se um pouco labiríntico. Por outro lado,a senhora que nos recebeu no palácio convidou-nos a imaginar o que poderia ter acontecido ali na altura dos reis. E a vista do palácio é fabulosa.

DSC03078_blogs.JPG

Depois, e como íamos em direcção ao aeroporto de Glasglow, fomos até um ponto que não visitámos no primeiro dia por falta de tempo: Monumento Wallace.

Quem viu o filme Braveheart sabe perfeitamente de quem eu estou a falar: William Wallace.

DSC03085_blog.JPG

Este monumento foi erguido em memória do William Wallace pelos seus feitos pela Escócia. Os factos que conta sobre William Wallac e sobre outras personalidades da Escócia é muito interessante.

A subida dentro do monumento é feita através de uma escada em caracol. Para quem, como eu, sofre de vertigens neste tipo de escadas, o melhor é ir devagarinho.

Gostei particularmente do miradouro do monumento, tem uma vista fantástica sobre Stirling embora muito ventoso.

Existe um caminho até ao monumento propriamente dito (tipo Palácio da Pena mas com terra batida). E em alguns pontos, encontramos referências à história da Escócia. 

Dica: o Explorer Pass dá 10% de desconto na entrada. 

E depois lá fomos nós em direcção ao Aeroporto de Glasglow depois de uma semana incrível.

Nota: a minha opinião sobre os vários alojamentos e restaurantes estão no TripAdvisor.

Uma semana na Escócia - Dia 6

Neste dia, fomos em direcção ao The Hermitage.

The Hermitage é também um troço com uma cascata muito grande e para lá de gira e uma espécie de túmulo.

O troço é muito giro de fazer e cansativo porque é um trilho desnivelado e com muitas rochas.

Existe também um miradouro para a cascata que não conseguimos entrar. E porquê? Porque estava a acontecer uma cerimónia de casamento. Achei este aspecto engraçado porque se forem ao site deste monumento podem efectivamente alugar o espaço (ao contrário de Portugal).

DSC03018_blog.JPG

 Mais um daqueles sinais de trânsito interessantes.

DSC03042_blog.JPG

Nem em meia milha os consegui encontrar 

Depois, fomos até Edimburgo, a principal cidade da Escócia.

Vou já começar pelas dicas:

1- Não levar o carro. Tentem deixar fora da cidade ou no alojamento que vão ficar porque os parque de estacionamento são muito caros

2 - Não ir aos fins-de-semana se não gostarem de muita confusão.

3 - Utilizem o Explorer Pass para entrar

Em Edimburgo, visitámos o castelo.

DSC03055_blog.JPG

 Como podem ver, estavam muitas pessoas no castelo (demasiadas para mim!) dentro e fora.

Tenho que vos contar, dentro do castelo existe uma sala com as jóias da coroa da Escócia (não confundir com Inglaterra). A sala tem para ai 18 metros quadrados e as pessoas de trás empurravam as pessoas que estavam à frente só para verem as jóias. Parecíamos mesmo sardinhas em lata .

Portanto, para mim não foi uma boa experiência. Talvez se tivesse ido num dia com menos pessoas, teria usufruído melhor e teria outra opinião.

Em Edimburgo ficámos no Acer Lodge Guest House. Não é que tivéssemos tido uma má experiência, mas os donos não são escoceses; pareceram-nos sul-coreanos. Já não tivemos aquela hospitalidade e amabilidade que nos habituámos. 

Fomos jantar ao Ye Olde Inn que fica a uns 10 minutos a pé do B&B.

Temos um episódio engraçado para contar neste restaurante. Quando chegámos à rua, entramos pela primeira porta referente ao restaurante. Assim que entramos reparamos que era um daqueles bares típicos que passavam desporto. Ficámos logo a pensar que o Tripadvisor nos tinha enganado. Vendo a nossa confusão, um dos clientes disse-nos que para jantar era na sala ao lado e não ali. Lá conseguimos jantar e fomos muito bem recebidos e comemos muito bem.

 

 

Uma semana na Escócia - Dia 5

A estadia em Ullapool não nos deixou grandes impressões pelo que partimos logo para o Castelo de Urquhart.

Este castelo já foi um dos maiores castelos da Escócia e fica mesmo junto ao Loch Ness.

DSC02947_blog.JPG

 Mais uma vez é um castelo que está em ruínas. Existem um filme que é mostrado antes da visita ao castelo onde é revelado o porquê deste castelo estar assim (não vou ser spoiler!).

Dica: Este castelo está incluido no Explorer Pass.

DSC02962_blog.JPG

 Este é o Loch Ness. Nós apanhamos um dia fantástico com muito sol e poucas nuvens. O lago estava fantástico.

Ainda tentei chamar pela Nessie mas a rapariga estava envergonhada e não quis dar sinal de vida. 

Depois partimos em direcção às Clava Cairns. Pensa-se que serviram de túmulos na Idade do Bronze.

DSC02975_blog.JPG

 Existe mais à frente o que se pensa ser uma igreja e mais túmulos mas só se consegue ver o espaço. A estrutura está completamente destruída.

Honestamente, não voltaria a este sitio; não tem muito que ver.

Este dia acabou cedo e fomos para o hotel em Kingussie - o Star Hotel.

Mais uma vez, os hotéis não tem grande qualidade na Escócia. Este foi retratado pelo meu namorado como "o hotel assustador do filme do Harry Potter em que a cada passo a madeira range". Estão a ver a qualidade não estão? O pequeno almoço também não era grande coisa. A única coisa boa foi a hospitalidade da Jill, a dona do hotel.

Jantamos num sitio que não é típico da Escócia; fomos ao Cafe Bistro. Não tem comida típica, é mais um restaurante de comida contemporânea. Tem uma particularidade: não serve bebidas alcoólicas. No entanto, podemos levá-las e pedir para abrir.

Uma semana na Escócia - Dia 4

Acho que já referi (assim de leve), o quanto gostei de ficar no Creag Dubh Bed & Breakfast? O pequeno almoço foi muito bom e tivemos a oportunidade de falar com um casal de alemães que também estava a viajar pela Escócia.

O primeiro destino do dia foi o Ardvreck Castle. 

Chamar-lhe castelo é ser bonzinho porque no fundo é um monte de ruínas. Pela descrição nos placares, nem sabem muito bem quando foi construido nem por quem. Pensa-se que foi construido por volta de 1590 pelo Clã Macleod.

DSC02864_blog.JPG

 Estão a ver aquele banco de areia na parte central da fotografia. É o acesso ao castelo a partir da estrada; é preciso ter alguma atenção caso a maré esteja a subir porque o castelo fica inacessível. Existe um outro caminho mas a volta é muito maior.

Mais um sinal interessante na estrada. Infelizmente, não encontrei a razão do sinal e eu procurei muito bem 

IMG_0879_blog.JPG

 

A caminho de Ullapool, parámos numa cidade chamada Coigach, uma cidade costeira muito gira.

DSC02874_blog.JPG

 De seguida, fomos para Ullapool que também é a cidade mais conhecida desta parte da Escócia. Ficámos no Caledonian Hotel. A decoração é para lá de horrível; as paredes e o chão são forradas a fazenda aos quadrados. O pequeno almoço também não foi muito bom.

Fomos jantar ao Seafood Shack que é um restaurante com decoração típica da Escócia. O prato Fish and Chips é muito bom. Recomendo.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

visitas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D