Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Maus pagadores

Toda a gente sabe que em Portugal é costume ficar-se a dever. É uma coisa cultural. Se não tivermos dinheiro para comprar qualquer coisa, fazemos um crédito. É assim que muito português sobrevive.

 

Ultimamente tenho trabalhado com alemães e eles não percebem este conceito. Para eles, se compramos alguma coisa, pagamos e pronto. A história acaba aqui.

Estive numa empresa que me disseram até “Se não fizer créditos aos meus clientes, eles vão-se embora e eu fico sem clientes”.

Na empresa onde trabalho, esta é uma situação comum, principalmente com os clientes portugueses. Andam meses e meses para pagarem. E mesmo quando não pagam, continuamos a fornecer. Porquê?

- "Porque é normal"

- "Porque se lhe deixo de fornecer, ele vai comprar a outro"

São as desculpas que costumo ouvir.

Eu pergunto-me até que ponto esta situação é viável. Porque muitas vezes as empresas têm prejuízos porque os clientes não pagam.

 

Eu fico a pensar:

- Eu vou ao supermercado e tenho que pagar, senão não trago as coisas

- Se não tenho dinheiro para pagar a prestação da casa, o banco fica-me com ela

- Antes mesmo de receber o ordenado, já tenho que pagar impostos ao Estado e não tenho outra escolha

Aliás, este é o exemplo perfeito de mau pagador.

 

Mas as empresas fornecem-se umas às outras com base em crédito.

Pergunto-me: Não estará na hora de mudar a mentalidade?

Quando o carro nos falha

Na terça-feira, cheguei a casa por volta das 19h. Para mim, isto é relativamente cedo e, como tal, decidi ir dar uma corridinha porque a minha balança tem andado a ser cabra para mim.

Ligo ao meu rapaz para lhe perguntar se também quer vir:

- Olá. – diz ele do outro lado

- Olá. Então? – por mais parvo que pareça, de vez em quando sai-me um “Então” que quer dizer “Está tudo bem?”

- Olha, o carro não pega.

- Então, o que se passa?

- Eu sei lá, só mostra aqui umas luzes! – estava um bocadinho irritado, é normal

- Mas o que é que significam essas luzes?

- Eu não sei

- Vai ver ao manual – disse eu

- Mas qual manual?!

- Aquele que está no porta luvas. Normalmente, os carros têm um manual no portal luvas. – Homens!... nunca sabem onde estão as coisas.

Lá foi consultar o manual e disse-me que a luz estava relacionada com o filtro de óleo. Eu, que já estava equipada e tudo, tive que trocar de roupa e ir buscá-lo.

Quando lá chego, ele já tinha chamado o reboque e já estava à espera.

Entretanto, o reboque chega e o senhor sai do reboque com um carregador de bateria na mão. Eles são peritos nestas coisas, portanto, já vêm prevenidos.

E não é que era mesmo a bateria que tinha morrido? O carro pegou mal o carregador foi ligado à bateria do carro. Das duas uma, ou meu rapaz leu as luzes mal ou carro não se queixa de uma das coisas mais importantes do carro….

Entretanto, o senhor do reboque dá-nos também uma caixinha que é oferta da seguradora. Tal como o meu rapaz disse, “Fod****-te, mas levas uma oferta”.

Foi só quando cheguei a casa é que abri a caixa. Fiquei surpreendida com o conteúdo, vinha com um kit de sobrevivência:

- 1 garrafa de água

- 1 barra de cereais

- 1 toalhita para limpar as mãos

- 1 carregador de isqueiro

20160705_205842.jpg

Porque nunca se sabe onde o carro nos pode falhar!

Dicas #6: Disfarçar o acne

Apesar de já estar a caminhar para os 29 anos, tenho sofrido de muito acne. Isto não é só problema de adolescência.

Ultimamente, tenho lutado para disfarçar o acne porque não gosto de ir trabalhar com a cara toda manchada e a parecer uma adolescente. Finalmente, encontrei o método que resulta em mim e venho partilhar com vocês.

Quero primeiro mostrar o meu queixo.

DSC01735.JPG

Como podem ver, o meu lado direito é um campo de minas.

 

Passo 1 – Primer Make up Forever

Utilizo este primer para disfarçar as manchas vermelhas. Não tenho uma foto porque acho que não existe uma diferença muito visível entre o antes e o depois.

 

Passo 2 – Avène Couvrance Verde

DSC01741.JPG

Depois aplico o corretor verde por cima das borbulhas e das manchas vermelhas. Aplico com o dedo e faço uma camada muito leve por cima dos vermelhões. Tem que ser uma camada leve e ao mesmo tempo tapar por completo as borbulhas.

Ao inicio fica feio, sim, mas isto vai ser disfarçado.

 

Passo 3 – W7 Camouflage kit

DSC01743.JPG

Por cima do corretor verde, aplico um correto neutro que seja da cor mais próxima da pele. Eu costumo utilizar os corretores do Camouflage Kit da W7. Utilizo o tom mais escuro.

Aplico corretor bege com o dedo para anular o tom verde da Avène. Desta forma, ajudo a base no trabalho de uniformizar o tom de pele.

 

Passo 4 – BB cream Garnier e pó compacto

DSC01745.JPG

O passo seguinte é uniformizar o tom de pele. Para isto utilizo o BB cream da Garnier, aplicando-o com a Beauty Blender. Utilizo a esponja por uma razão muito especifica: com a esponja temos que dar pequenas pancadinhas para espalhar a base. Com o pincel, ia estar a arrastar a base e por sua vez arrastava os corretores também. E isto estragava todo o trabalho que tinha tido.

 

No final, ponho pó compacto para fixar tudo.

Este truque resulta para mim porque noto bem as diferenças entre o antes e o depois.

antes_depois.jpg

Nota: numa pele oleosa não se deve utilizar os dedos para espalhar os produtos porque os dedos trazem bactérias e micróbios, o que pode piorar o estado de uma pele oleosa.

Eu utilizo os dedos porque todos os pinceis que experimentei arrastavam o produto que tinha posto antes. O que me deixava extramente insastisfeita.

E pronto, este é  meu truque. Espero ter ajudado alguma menina que sofra deste mal.

As minhas compras #10

compras.jpg

1 – Pincel para sombra de olhos – H&M

Cada vez mais tenho boa impressão dos pincéis de maquilhagem da H&M. Fazem o que lhes compete e não caros.

Desta vez comprei este pincel para os olhos; eu utilizo este pincel para marcar o côncavo dos olhos. Gosto mesmo deste pincel porque acho mesmo que tem a forma ideal para marcar o concavo.

 

2 – Pincel para lábios – H&M

Continuando na H&M e nos pincéis, aproveitei também para comprar um pincel para lábios. O que eu tinha foi comprado no Ebay, para aí a 1,5€. Conclusão, não durou muito.

E porque é eu comprei um pincel de lábio quando os batons já são práticos? Porque tenho uma caixa da Sephora com batons e o pincel é muito útil nesta situação.

 

3 – Shiseido Sheer and Perfect Foundation – Sephora

Eu estava a precisar de uma base “a sério”. Já desisti dos BB Creams; numa pele oleosa e acneica como a minha, é preciso apostar em produtos de qualidade.

Dirigi-me então à Sephora e expus o meu problema: controlar a oleosidade da pele e tapar as marcas deixadas pelas borbulhas. A menina apresentou-me esta base. Minto, ela não apresentou só; sentou-me numa cadeira e começou a mimar-me. Pôs-me um bocadinho da base para ver como eu me sentia e depois um bocadinho de pó compacto, corretor e rímel.

Gostei da base e a menina recomendou-me a cor B60 que é um bocadinho mais escura do que o meu tom. Dá-me um ar mais bronzeado e quando estiver mais bronzeada, já tenho base a condizer. Este foram os argumentos dela.

Uma semana após começar a utilizar a base, cheguei à conclusão estou insatisfeita com ela por duas razões: é muito escura e é muito brilhante.

Ainda não estou bronzeada o suficiente para utilizar esta base. Mesmo com o pó compacto, nota-se alguma diferença e não me sinto confortável. E como isto acontece, não vou usá-la.

A minha pele é oleosa, o que significa que já tem brilho natural a mais. Pôr uma base que ainda a faz brilhar mais, não poed ser.

Voltei ao meu BB cream da Garnier. Gastei uma pipa de massa para nada.

 

4 – Vestido efeito traçado – La Redoute

Comprei também um vestido traçado. Estes vestidos não são muito a minha onde porque não gosto de ver o efeito traçado em mim. Mas quando chegou a casa e experimentei, mudei rapidamente de opinião.

Só fiz uma pequena modificação ao vestido: subi a bainha uns três dedos. O vestido pelos joelhos não me ficava nada bem e tirava-me altura.

 

E pronto, estes foram os destaques do mês.

Chegámos a este ponto

Há uns dias atrás ligaram-me duma daquelas empresas de Recursos Humanos a dizer que tinham várias oportunidades que se podiam enquadrar no meu perfil. Estando na área da Informática, é muito comum receber estas chamadas. Tivemos o seguinte diálogo.

- Sou Y da empresa X. Tenho aqui várias oportunidades que se podem enquadrar no seu perfil. Gostaria de saber se está interessada?

- Eu não estou activamente à procura mas gosto de saber quais são as oportunidades que existem no mercado

- Então, para se mudar quanto é que está disposta a receber?

- Gostaria de receber X.

- Hmmm….. eu vou analisar o seu currículo e cruzar com as oportunidades e volto a contactá-la. Pode ser?

- Sim, claro.

Após desligar o telefone, fiquei com a seguinte pergunta na cabeça:

Mas afinal, qual é o primeiro critério de selecção? A experiência da pessoa ou o ordenado que se vai pagar a esta pessoa?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D