Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Prioridade sim mas com educação por favor

Fui ao supermercado fazer as compras da semana. Ou melhor, fui a um hipermercado, daqueles grandes.

Estava na caixa à espera de pôr as compras no tapete quando assisto à seguinte situação da caixa ao lado:

Chega uma miúda/mulher (não tenho noção da idade, pareceu-me adulta) em cadeira de rodas, com dois ou três produtos ao colo. Pede licença para passar a um senhor, as palavras foram "Dá-me licença, por favor?". Passa e começa a pôr as compras dela no tapete que já estava meio cheio com as compras do senhor.

Não disse nada do género: "Importa-se que goze da minha prioridade?" ou qualquer coisa assim. Chegou pediu licença para passar e posou as coisas dela. Eu sei que a prioridade existe e tornou-se obrigatória por lei mas ser educado nunca fez mal a ninguém.

Passado um minuto vejo alguém a chegar que me pareceu o pai com mais produtos na mão. Naturalmente, passou à frente de todas as outras pessoas e aproveitou a prioridade da filha.

A pergunta que se impôs no meu pensamento foi:

"Se uma pessoa que, à partida, tem as condições para ter prioridade mas vem acompanhada tem direito a prioridade?" 

O meu cérebro diz que sim porque se um pai e mãe vão com um bebé, têm prioridade. 

Foi esta a minha lógica não sei se é verdade ou não.

No final vejo o pai a agradecer ao tal senhor. O pai, não a filha.

Uma ida aos correios #2

Sou uma cliente assídua dos correios; seja para receber como para enviar. Portanto, passo lá bastante tempo.

Na última ida aos correios reparei que, dos 4 funcionários que lá estão a atender, 2 projectam a voz para se ouvir no Japão. Bom, não é bem no Japão mas ainda estou cá fora e já estou a ouvi-las.

Um dos funcionários é homem e este é bastante discreto; o resto são tudo mulheres. Uma das mulheres já deve estar a contar os anos até à reforma e também é bastante discreta.

As outras duas funcionárias é que gostam de se fazer ouvir. Será que também gostam de se ouvir a elas próprias? Uma delas foi elevando o tom de voz com o tempo, cada vez que lá ia reparava que o tom era mais alto.

A outra deve ser a mestre do coro. Projecta a voz até mais não e adora apontar os erros dos clientes, principalmente se estiver clientes à espera.

Será que têm algum bónus no final do mês por projectarem a voz?

Constatação #2

Nós recebemos aquilo que damos.

Já me chamaram de antipática, pouco dada e calada. Sou tudo menos a primeira, sou simpática e educada mas falo pouco, sou pouco tagarela. 

Mas não dou às pessoas aquilo que nunca recebi delas. Se me falham nos momentos em que pedi para virem comigo, para participarem em certos momentos, não contem que estejam "naqueles momentos". Se é demasiado complicado numa altura para certas pessoas, também poderá ser complicado para mim "naqueles momentos".

Constatação #1

As confirmações positivas chegam de quem menos esperamos. Não é que não queiramos que venham mas pensámos que não viriam.

As confirmações negativas já estão assumidas por nós. O trabalho e a logística servem de desculpa mas ambos sabemos que no fundo é só falta de vontade. Quem quer vir mesmo, vem.

Afinal não tenho direito a estar cansada

Ainda na óptica deste post e com uma pessoa diferente que partilha a mesma opinião.

No final do dia, no meio do trânsito (não se preocupem que tenho sistema de bluetooth para o telemóvel) ligo a esta pessoa:

Eu: Estou cansada.... 

Pessoa: Estás cansada do quê? Estás todo o dia sentada...

Mais um vez andei toda uma vida enganada. Como trabalho sentada, não tenho direito a estar cansada. Será que o que faço não pode ser considerado "trabalhar"?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

visitas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D