Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Uma aventura… com as 50 Sombras

Como disse no último post, eu fui ver as 50 Sombras de Grey ao cinema.

Ora, foi toda uma aventura para ir ver este filme.

Tudo começou uma semana antes quando estava a fazer a minha manicure no cabeleireiro. Estava muito sossegadinha da vida quando entra uma cliente que, por sinal, era amiga da dona e começaram logo a falar do filme. A primeira coisa que ouvi foi:

 

“Fui ver o filme na ante-estreia, vi na estreia, vi na sexta e também vou ver este fim-de-semana”

 

A sério?!

Depois puseram-se a falar (a cliente e a dona) aos guinchos que nem duas adolescentes do filme, de como não imaginavam o Christian daquela forma e o que tiraram e puseram no filme.

Tive que deixar de estar atenta à conversa porque realmente queria ir ver o filme.

Na sexta feira passada, fui reservar os bilhetes online. Como sou mulher, tenho aquela capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Tentei trabalhar, estar ao telefone e marcar os bilhetes. Alguma coisa tinha que dar asneira e foi o dia em que marquei o filme. Queria ter marcado para sábado e marquei para sexta-feira. Como a solução deste problema passava por ir aos cinemas e trocar os bilhetes, acabámos por ir no sábado.

Estávamos a dirigir-nos para a sala do cinema quando tivemos que esperar que um grupo de mulheres acabasse de tirar as selfies e as fotografias com o cartaz das 50 sombras ... Menos, sim? É só um cartaz não são os actores que estão ali.

Já estávamos sentados nos nossos lugares quando vejo chegar um grupo de três amigas. Uma delas senta-se ao nosso lado e as outras duas vão para a fila de trás. Eu achei que aquilo não fazia sentido nenhum e trocámos com elas. Ficaram todas felizes e nós ficámos com melhores lugares. Esta foi a boa acção no meio da nossa aventura. E foi a melhor coisa que fiz.

Já nos novos lugares e durante o filme, começo a ver que na fila da frente estão cerca de 8 mulheres de meia-idade que passaram o filme todo a falar. E quando passavam as cenas mais eróticas começavam-se a rir que nem crianças. Lembram-se quando erámos pequenos e nos falavam de sexo e nos começávamos a rir? Foi exatamente a mesma coisa. Sinceramente, achei que lhes faltava alguma coisa e que os maridos deviam ter ido com elas. Ao menos, comportavam-se (espero eu!).

Um minuto ou dois depois do intervalo, chega um casal a fazer perguntas às raparigas que estavam nos nossos antigos lugares. A primeira coisa que oiço foi:

 

“Mostrem-me os vossos bilhetes!”

 

Foi de tal forma arrogante, que as pessoas à volta deixaram de ver o filme para ver o que se estava a passar. Até que uma daquelas mulheres de meia-idade pergunta: “Vocês têm a certeza que estão no filme correto?”

Chegámos à conclusão que não porque o casal foi logo embora.

E depois disto tudo, conseguimos ver o filme até ao fim sem mais nenhuma aventura mas sempre com comentários de mulheres de meia-idade. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D