Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Indecisões

Vejo muitas coisas erradas todos os dias. Vejo situações em que não posso fazer nada e vejo situações em que se me quiser mexer, posso fazer alguma coisa.

E fico indecisa se devo fazer alguma coisa se não.

"Deixa as pessoas serem felizes à maneira delas" - diz o meu homem

Mas eu discordo, como por exemplo no caso do homem que mora na casa em frente. Estaciona sempre em cima do passeio, literalmente, à porta de casa dele. Já começou a discutir com outra pessoa que mora na rua porque esta lhe passou a passagem. Diz ele que "Se já sabe que eu passo aqui há muitos anos porque é que põe aí o carro?".

Esta semana, decidiu colocar uma pérgula semelhante a esta( sem as cortinas) em cima do passeio junto à casa dele e mete o carro debaixo dela.

Se calhar não incomoda ninguém, mas o passeio pertence a todos, não lhe pertence a ele.

Eu pago dístico para poder estacionar na rua. São 2 euros, é um valor irrisório, é verdade. Mas, pago para estacionar porque é que é o correcto a fazer.

Posso questionar a câmara municipal se ele pode fazer isto, e quem sabe, dar origem a uma queixa. Mas será que devo fazer isto? 

 

 

Viver num prédio

Isto de se viver num prédio e numa casa comprada tem que lhe diga.

Para começar as reuniões de condomínios. Eu costumo ir às reuniões porque gosto de saber o que se passa e o que se vai fazer. Para além disto, gosto de ter uma palavra a dizer: se pago, também tenho direito a dar a minha opinião.

Na única reunião a que não fui desde que estou ali, decidiram aumentar o valor dos condomínios em 7€ (que bom!).

E depois vêm os vizinhos, principalmente, os vizinhos de lugares de garagem.

Tenho dois vizinhos que têm lugares de estacionamento paralelos à zona de circulação dos carros. Um deles – o P. - tem uma carinha monovolume e uma daquelas carrinhas comerciais (pequena). Um dia decidiu que havia de estacionar as duas carrinhas num só lugar. A monovolume (que é maior) fica paralela às linhas de marcação e a outra fica na perpendicular. Não incomoda muito só que de vez em quando temos que fazer manobras para passar.

Não me queixo deste vizinho porque teve uma atitude correcta connosco: perguntou se nos importávamos de ele estar a estacionar assim.

O outro vizinho – o B. - achou que também podia fazer mesmo. Comprou uma carrinha (daquelas banheiras que se compram quando se tem filhos) e decidiu pôr duas viaturas num só lugar. O carro fica paralelo às linhas de marcação e a carrinha (que é maior), fica na perpendicular. Este já incomoda bastante porque temos sempre que fazer manobra para passar.

Nós tivemos direito a um lugar que é perpendicular à zona de passagem. Portanto, só cabe um carro. Eu tirei o dístico de moradora (que me custou 2 € - uma fortuna) e estaciono cá fora. Estou sujeita ao clima, a ter riscos no carro e a ter que levar as compras do carro para o prédio.

Já pensei em chamar a atenção da administração dos condomínios para esta situação. Mas fico a pensar no P. que não só teve a atitude correcta como me ajudou nesta situação.

A situação incomoda-me bastante mas não sei o que fazer. Têm alguma sugestão?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados

Gosto disto

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D