Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Não te incomoda quando é com os outros

Conheci uma pessoa que tem aquela postura de “A brincar, a brincar é que se dizem as verdades”. Ou seja, quando quer dizer alguma coisa diz as coisas em tom de brincadeira. Vi esta pessoa fazer isto várias vezes.

Comentei isto com o meu homem (foi a partir dele que a conheci) e ele disse que era assim mesmo. Era assim que a pessoa em questão dava “alfinetadas”.

Não me incomodou até que fez isto comigo duas vezes e na segunda chateei-me.

A primeira vez esteve relacionada com a primeira comunhão da filha. Nós fomos convidados para ir, mas não fomos à missa. Na verdade, a igreja não me diz nada e em alguns aspectos sou contra. E, neste caso especifico, a igreja é muito pequena e achei que era melhor deixar espaço para as pessoas que realmente queriam estar lá.

Durante o almoço, a pessoa em questão diz o seguinte em tom de brincadeira:

“Pelo menos hoje, aparecias à missa”

Eu não liguei nenhuma porque supostamente estava na brincadeira. Mas o meu homem disse que a pessoa em questão tinha ficado chateada por não irmos à missa.

 

A segunda vez já foi directamente comigo.

Ora, naquele grupo a pontualidade é muito importante. Se se marca um jantar para as 20h, uma pessoa deve aparecer às 19h30 não vá correr alguma coisa mal.

Eu até aparecia antes se o objectivo fosse conviver. Mas não é. Aquela malta chega antes para se aquecer junto à lareira e mal acaba de jantar, vai-se embora. Eu como não gosto de estar a olhar para as paredes, apareço à hora de comer.

Para mim, existe também outro problema com esta malta. Eles não esperam por ninguém para começar a comer. Por norma, espero que todos se sentem à mesa para começar a comer. Esta malta não, assim que se senta à mesa é para comer, seja, às 20h, às 19h59 ou às 20h01. Não esperam por ninguém e eu acho isto falta de educação. Como não esperam por mim, eu tenho a mesma consideração por eles e não chego a horas.

Isto gerou confusão no ultimo jantar que estava marcado para as 20h. Às 20h03 recebemos o telefonema a dizer que estamos atrasados. Que não podia ser e não temos nada que fazer aquilo aos donos da casa (ela não era a dona da casa). Tudo em tom de riso.

Ora, fiquei logo lixada porque se os donos da casa tinham problemas que falassem directamente comigo. Resolvi também entrar na brincadeira e disse que estávamos a 3 horas de distância e que o melhor era começarem a jantar sem nós. Afinal, a viagem ia ser comprida.

A minha resposta foi eficaz porque o meu interlocutor engasgou-se. Passado 2 minutos estávamos no nosso destino. Foi este o nosso atraso, 5 minutos.

 

Resultado:

Passou de uma pessoa pelo qual eu até tinha alguma estima para uma pessoa que me é indiferente. Se estiver está, se não estiver também não faz falta.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D