Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Férias 2017 - Porto Covo (parte 1)

Este ano antecipámos as férias para Julho. Os dias são maiores, o tempo é mais estável, tudo boas razões para antecipar . Isto, e o facto de termos um casamento em Maio e uma comunhão solene em Junho que nos impediu de tirar a semana que costumamos tirar em Maio/Junho.

 

O destino escolhido para a primeira parte das férias foi Porto Covo. Penso que todos conhecemos Porto Covo e eu não preciso de falar muito sobre o quão maravilhosa esta vila é.

 

Hotel

Ficámos no Hotel Porto Covo. Em termos de hotel, é a única opção em Porto Covo; o resto são hosteis, pensões e parque de campismo.

Já tínhamos ficado neste hotel noutras férias e, agora consolidamos a nossa opinião em relação a ele. Pagámos 98€ por noite e, sinceramente, acho que se aproveitam da localização e de serem o único hotel para terem o preço tão alto.

O pequeno almoço tem pouca escolha e não é muito variado. Tem duas ou três variedades de pão, alguns doces e cereais para os pequenos. De vez em quando tinham croissants mas não era todos os dias. Acho que podiam fazer mais qualquer coisinha já que cobram cerca de 100€ por noite. 

Tivemos a sorte de ficar num quarto com kitchenet. O que foi bom porque poupámos uns trocos no almoço. No entanto, os quartos precisam de uma cara nova e de mais iluminação. São muito escuros.

 

Praia

A nossa praia de eleição é a praia da Samuqueira. Tem duas entradas mas uma delas fica inacessível porque a maré enche até às rochas. É uma praia bastante sossegada, apesar de ser famosa. Acho que pesa o facto de não ter nadador-salvador e as pessoas afastam-se um bocadinho.

IMG_0457[1].JPG

 Esta é a entrada que fica inacessível quando a maré enche. Aquele primeiro pedaço de areal deixa de existir.

 

Refeições

Descobrimos também que o bar da praia Grande estava fechado (?). Ficámos sem perceber se se transformou num restaurante que só abre com reserva ou se fechou de vez. Foi também por isto que almoçávamos no quarto.

Um conselho, se forem a Porto Covo e se não quiserem fazer refeições fora, abasteçam-se em casa ou em Sines. Existem dois supermercados mas o mais conhecido é o Meu Super (pertence ao Continente). É um supermercado muito pequeno e não tem grande variedade de produtos. Chegámos à conclusão que são abastecidos à sexta-feira e que os produtos esgotam muito depressa.

Em relação aos jantares, íamos fora. Porto Covo tem vários restaurantes por onde escolher. E o melhor de tudo é que nem precisávamos de pegar no carro, íamos a pé.

O nosso restaurante de eleição é o Marquês. Em termos de peixe e petiscos é o melhor. É um bocadinho caro mas, na minha opinião, vale a pena. O meu prato favorito foi o arroz de sapateira e gambas.

Como o Marquês fecha um dia por semana, fomos à pizzaria La Bella Vitta; é um restaurante italiano. É uma óptima alternativa aos restaurantes tradicionais. O staff é super simpático e a comida é muito boa.

Tentámos também o Restaurante Zé Inácio. Já lá tínhamos ido e gostámos bastante. No entanto, desta vez não adorei. Se calhar foi pelo prato (grelhada mista) que não veio como estava à espera. Mas é também uma boa opção.

 

Esta primeira semana foi óptima e o tempo estava perfeito; não estava calor em demasia. 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D