Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deu-me para isto

Boa vida, Livros, Moda e Beleza, Música, parvoices

Compras para mim #1

Sim, porque isto não é só comprar para oferecer aos outros!

Eu não sei se vos acontece o mesmo, mas quando eu vou comprar algo para oferecer compro para mim também.

Não comprei nada na W33D uma vez que não faz o meu estilo, mas ontem fui buscar a encomenda que tinha feito na La Redoute. Aproveitei um dia que estavam todas as peças com uma redução de 40% e com os portes grátis. 

É claro que fazer compras online é sempre um risco: o tamanho pode não vir correcto, as peças não são aquilo que aparecem na imagem, etc.... mas desta vez compensou. Fiquei positivamente surpreendida :).

Ora, aqui estão as peças que comprei:

LaRedoute.jpg

 

1 - T-shirt fluida, laço atrás das costas

Adoro esta camisola, é mesmo fresquinha e leve. O pormenor atrás com o laço é fantástico; é perfeita para andar com o cabelo apanhado para chamar atenção para este pormenor. O que vai ser uma mudança para mim, já que ando sempre com o cabelo solto.

2 - Blusa com mangas 3/4

Também gosto muito desta blusa. Eu sempre fui muito céptica em relação a partes de cima com fechos porque tinha receio que fossem pesadas ou que me magoassem, mas afinal não. :)

A blusa é levezinha e dá jeito neste dias em que está fresquinho de manhã.

3 - Jeans boyfit, cintura descida, ganga stretch

Na imagem as calças até pareciam giras, mas não gostei. Não me sentia bem com elas e nem ficaram fantásticas. E se não ficaram fantásticas, vou devolver. Tal como o slogan diz: "Nem é porque me fica bem, é porque me sinto bem". Se isto não se aplica, devolve-se.

4 - Sweat com capuz

É óbvio que a sweat não é para mim (por enquanto... ehehe). A sweat é mesmo muito fofinha e a cor é bem gira. Vai ser óptima quando chegar o Inverno :).

 

E foram estas as minhas comprinhas.... espero que tenham gostado :)

 

Compras para oferecer #1: W33D

É sempre díficil oferecer prendas aos adolescentes por duas razões: nós não sabemos o que eles querem e eles também não sabem o que querem. Estão na idade da estupidez e temos que aguentá-los assim uns aninhos.

Desta vez, nem foi preciso perguntar o que o adolescente queria. Fez logo uma listinha composta por um item com o respectivo link. Isto é que é eficiência! :)

E o que é que o adolescente queria? Uma mochila da W33D (lê-se weed). Faz sentido nesta altura.

Já tinham ouvido falar desta marca? Pois, eu também não.... Tenho que confessar que me assustei quando vi uma marca cuja a tradução literal é erva e com uma flor de canábis no logo. Mas depois de dar uma voltinha pelo site fiquei mais descansada e encomendei a dita.

Esta é a mochila que me chegou a casa:

20150929_204209.jpg

A mochila tem bastante espaço e parece ser feita de um material resistente. Se bem que resistência nas mãos de um adolescente é um bocado relativo. 

No meu tempo da escola usavam-se as mochilas Monte Campo ou as Eastpak. E isto se nossos papás e mamãs quisessem comprar! Senão era a mochila do ano anterior que já estava com as alças remendadas para poder durar mais um ano. 

 E vocês lembram-se das vossas mochilas da escola? Tiveram alguma Monte Campo ou Eastpak? 

Renite

Isto de chegar à idade adulta, é tramado. Desde os meus 18 anos que quando muda a estação e consequentemente, o tempo, eu começo a tossir e com o pingo no nariz.... achei que com a idade estava ficar uma "florzinha".

Após alguns anos e um stock considerável de xaropes para a tosse e produtos para o nariz, achei que das duas uma: "Ou estou mesmo uma florzinha ou estou com alergias". Esta última era muito válida já que todas as mulheres da minha familia sofrem de qualquer tipo de alergia e eu não tenho feitio para "florzinha".

Aí vou eu para uma alergologista. Com duas consultas e um exame, o diagnóstico é: Renite. ("Não consigo lutar contras os genes"). Mas não é de uma renite qualquer! É uma Renite Não Alérgica. O que é que isto quer dizer? Isto quer dizer que os meus sintomas não são despoletados por alergia a alguma coisa mas sim por mudanças do tempo ("Afinal não são os genes")

Já estão a imaginar o que têm acontecido nas últimas semanas... aqui a menina já está farta de tossir e de assoar o nariz. 

É que não há maquilhagem que lhe resista! Está uma pessoa de manhã a perder algum tempo para estar decente e para quê? Para passado um bocado o pingo decidir sair e eu ter que ir com o lenço ao nariz.. Sai o pingo do nariz e a maquilhagem logo atrás. Não é bonito de se ver.

Bem, vou ter que recorrer às minhas drogas de eleição.... Nasomet ("Snifador pela manhã") e Lergonix ("Droga da noite"). 

20150928_175221.jpg

 Mas isto até tem as suas vantagens. Ora vejamos, aquelas pessoas com problemas de ossos conseguem detectar que o tempo vai mudar, simplemente porque lhes começam a doer os ossos. Eu consigo detectar a minha Renite com a mudança do tempo. É só ver o boletim meteorológico no dia anterior para saber se tenho de recorrer às drogas.

Não digam nada ao meu patrão mas nos próximos tempos vou ter que ir trabalhar com algumas drogas no sistema.

Sábado à noite

Ontem fomos até ao Lx Factory ver o espectáculo do Nuno Markl e do Vasco Palmeirim - Top Genius.

Para não andarmos cheios de pressa nem de um lado para o outro, jantámos pelo Lx Factory. Após uma voltinha, escolhemos o restaurante A Praça. O espaço é porreiro, os empregados são muito simpáticos e a comida tem bom aspecto. Este bife fazia parte das sugestões para o The Famous Fest.

20150926_200413_crop.jpg

 

Depois, lá fomos nós para o espectáculo Top Genius do Nuno Markl e Vasco Palmeirim. Pagámos 18€ por pessoa para a 1ª bancada com direito a uma bebida e uma fita para o pescoço. E isto significa que ficámos mais perto do palco.

Tenho que confessar que ia com as expectativas em baixo; já não oiço a Radio Comercial à algum tempo porque deixei de achar piada ao que eles dizem.

Mas eles surpreenderam-me; foi literalmente 1h15m a rir! Entre recordar o Fizz Limão, o Top Gun, pessoas que nasceram em 1990 e alguma confusão entre a coreografia do Saturday Night e a Macarena, foi o espectáculo todo a rir. Aqui ficam algumas fotos do acontecimento:

TopGenius.jpg

 Obrigada, Nuno Markl e Vasco Palmeirim pelo serão. Segunda-feira, o rádio do meu carro estará sintonizado na Rádio Comercial para vos ouvir outra vez :).

Não sou uma pessoa prevenida

Há mulheres que antes de sairem para qualquer lado vão à casa de banho. Seja para irem despejar o lixo ou para irem dar um passeio, vão sempre à casa de banho porque nunca se sabe o que vai acontecer. Portanto, mais vale prevenida e não apertar depois. Eu não sou dessas e 90% das vezes isto corre mal.

Um destes dias estou eu a arrumar as coisas para sair do trabalho quando a bexiga soa o alarme de que é preciso esvaziá-la. Não liguei muito, já estava a sair e daqui a bocado podia fazer-lhe a vontade. Vou só ali um instantinho fazer umas compritas e vou para casa. Não demora muito :).

Eu até sou uma pessoa organizada no que toca às compras, faço uma lista com as coisas de que preciso. O problema é que a minha lista não está organizada por secções do supermercado e eu acabo a "fazer piscinas" no supermercado de um lado para o outro. Entre este jogging e pagar as compras passou-se uma hora. 

Quando já estou a estacionar à porta de casa casa, recebo o seguinte telefonema:

- Onde estás? - pergunta ele

- Aqui. Acabei de estacionar (para mim, esta frase é bastante esclarecedora do sitio onde estou)

- Aqui onde? (não percebo porque veio esta pergunta a seguir)

- Acabei de estacionar à porta de casa.

- Ahhh, é que eu não consigo abrir a porta.

- Eu já subo e experimentamos com a minha chave - (é óbvio que o problema era da chave dele) - Mas eu preciso de ajuda com as compras.

- Onde estás? (acho que já tinha respondido a esta pergunta)

- Estacionada no sitio do costume

- Qual é o sitio do costume? (costumas ir ver como está o carro da janela e estás a fazer essa pergunta?)

Lá lhe expliquei onde era o sitio do costume e lá fomos ver o que se passava com a porta. Era óbvio que o problema não era das chaves e sim da fechadura portanto nenhuma tentativa resultou. Após alguns telefonemas, encontrámos um vizinho que tinha uma solução para o problema; só precisava de 15 minutos para chegar a casa. Claro que não foram só 15 minutos mas conseguimos entrar em casa. Nisto já se tinha passado 1 hora desde que estacionei.

Note to self: Deixar de ser preguiçosa

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Gosto disto

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D